ASTROBLOG

Tráfego orgânico e tráfego pago: qual a diferença entre eles?

Conheça as principais características e entenda a diferença entre o tráfego orgânico e o tráfego pago 

As expressões tráfego orgânico e tráfego pago são recorrentes em planejamentos relacionados ao marketing digital. Isso acontece porque as estratégias que envolvem o tráfego online são essenciais para estabelecer a presença de uma marca na internet, ampliar a sua visibilidade e alcançar potenciais clientes. Os dois tipos de tráfegos referem-se ao caminho que as pessoas percorrem no mundo virtual para chegar até a empresa. Ou seja, o tráfego orgânico e o tráfego pago têm o objetivo de aumentar o número de visitantes importantes para o negócio, como atrair mais pessoas para o seu site ou mais leitores para o seu blog. Esse tráfego pode ocorrer de diversas formas através dos sites de pesquisa (como o Google) e as redes sociais, por exemplo. 

O que é tráfego pago? 

O tráfego pago acontece por meio de um investimento direto, em que a empresa precisa pagar para que a sua página alcance os visitantes. Esse tipo de tráfego é gerado através de anúncios que colocam o site em espaços de destaque. O Google Ads e as redes sociais são as soluções mais utilizadas para gerar tráfego pago. O Google Ads disponibiliza recursos para o desenvolvimento de campanhas de anúncios no buscador, em plataformas do Google e sites parceiros. Plataformas como o Facebook, Instagram, LinkedIn e TikTok permitem criar anúncios nas suas redes. Tanto no Google Ads, quanto nas redes sociais, é possível trabalhar com anúncios personalizados, em diferentes formatos e com orçamentos variados. 

O que é trafego orgânico? 

O tráfego orgânico está relacionado ao tráfego de visitantes que ocorre de forma espontânea, quando a pessoa encontra e acessa o site por vontade própria. Os resultados da busca orgânica no Google são os maiores exemplos de tráfego orgânico, uma vez que essas páginas não são exibidas através de anúncios. O que vai fazer com que o Google priorize um site nos seus resultados da pesquisa é a qualidade do conteúdo e a sua relação com as palavras-chaves utilizadas na busca. O conteúdo interessante e relevante também é o fator decisivo para chamar a atenção do público e conquistar a sua visita. 

O marketing de conteúdo e o SEO (otimização) são as principais estratégias utilizadas para potencializar o tráfego orgânico. O marketing de conteúdo faz parte do Inbound Marketing e consiste na produção e na distribuição de conteúdo qualificado para atrair o público-alvo de uma empresa. O SEO é um conjunto de práticas e ações de otimização que buscam cumprir as exigências dos buscadores para ranquear as páginas nos resultados de busca. A finalidade do SEO é melhorar o posicionamento da sua página e colocar o site entre os primeiros resultados. 

O tráfego pago e o tráfego orgânico possuem vantagens diferentes com aspectos que podem ser aproveitados por vários perfis de negócio e limites de orçamento. Por isso, é importante contar com o suporte de profissionais do marketing digital para se aprofundar nas características de cada estratégia e os resultados que podem trazer. Também é necessária uma avaliação sobre os objetivos da empresa para definir qual tipo de tráfego deve ser priorizado e como trabalhar em soluções conjuntas. 

 

Este conteúdo também é publicado no caderno de tecnologia em parceria com o Portal ABCdoABC. Continue acessando a Plataformanet e fique por dentro das novidades sobre o mundo da tecnologia.  

Fonte: Rock Content, Neil Patel 

Imagem: Envato / Edição Beatriz Pereira – Plataformanet 

< Voltar